Luan Santana aproveita retorno de projeto audacioso e planeja 2020 com calma

- Atualizado às 20:22
Por - Lucas Sarzi

O ano de 2019 pode ser considerado para ele um dos mais marcantes da carreira. Com o DVD VIVA, gravado em Salvador, na Bahia, Luan Santana não só mostrou o quanto se importa com o produto que oferece aos fãs como também entendeu que, em tempos de imediatismo, ousar é arriscado, mas necessário. O cantor, que já celebra 12 anos de carreira, agora percorre o Brasil com seu novo projeto e tem data para se apresentar em Curitiba com toda essa estrutura.

Luan Santana foi o primeiro artista a ser entrevistado pelo QUALÉ e, por isso, já pode se considerar padrinho do projeto. À reportagem, o cantor comentou que ainda não superou 2019. "Foi um ano lindo. O que a gente viveu em Salvador está agora se refletindo no show de estrada. Estou muito feliz com todo o carinho e resposta do público. Muito feliz mesmo", disse, reforçando que toda a ousadia pensada para o projeto VIVA foi recompensada.

+Leia também: Comemorando dez anos de carreira, Matheus & Kauan lançam festa que tem dois shows num só

Sobre o imediatismo de hoje em dia, Luan comentou que ainda se incomoda um pouco. "É algo muito novo para a gente que está há mais de cinco anos na estrada. Eu estou há 12 e isso às vezes pega a gente de calça curta", brincou ele, dizendo que, aos poucos, tem buscado se adaptar. "Tem quem faça música toda semana. Eu gosto muito de caprichar nas minhas coisas, então fica muito complicado para mim", explicou.

A grandiosidade do VIVA, não só pelo investimento, mas pela estrutura em si e por todo o capricho na qualidade das imagens, faz com que o projeto realmente seja único na carreira de Luan. Mas ele não acredita que fazer algo melhor seja difícil agora. "Superar o VIVA não é impossível não, acho que conseguimos. Também não necessariamente precisa ser maior do que o projeto, talvez num outro conceito, mas que seja tão lindo quanto", avaliou ele, destacando que ainda está muito cedo para pensar em outros trabalhos. Veja a entrevista completa, produzida no último show de Luan Santana em 2019, em São Paulo:

Junção de forças

Luan sempre foi um dos nomes da música brasileira que nunca se esquivou de parcerias. Exemplo disso é um de seus projetos, 1977, lançado em 2016, quando reuniu várias vozes - principalmente de estilos diferentes - num trabalho que acabou até indicado na categoria "Melhor Álbum Sertanejo", no Grammy Latino 2017.
Seu último DVD não teve parcerias, mas Luan guardou uma surpresa.

Como foi gravado na Bahia, VIVA acabou com uma de suas músicas regravadas, voltando com dois nomes fortes da música baiana: Léo Santana e Olodum. Segundo Luan Santana, a ideia era justamente surpreender e trazer a música escolhida, Sofrendo Feito um Louco, numa outra roupagem da que foi gravada. "Agora a música ganhou outro arranjo, que tem mais a cara do Leo e do Olodum. Tem muito mais a cara da Bahia agora. Muito legal ter eles comigo", explicando que a intenção era justamente essa. Veja como ficou:

Inovando nas plataformas

Luan, que tem quase 6 milhões de ouvintes só no Spotify, trouxe já neste começo de 2020 uma novidade aos seus fãs, que se estende também a quem ouve música de outros artistas. Com a proposta de trazer um repertório para curtir o Carnaval, o cantor foi o primeiro artista do país a divulgar um site (minhaplaylistdecarnaval.com.br) onde os usuários do Spotify e do Deezer podem montar suas playlists de acordo com seus gostos musicais, tudo a partir de um algoritmo.

Foto: Lucas Sarzi.

Show em Curitiba

Alguns meses depois da gravação em Salvador, Curitiba foi uma das primeiras capitais a receber Luan Santana com seu novo projeto. A capital, inclusive, aparece entre as cinco cidades que mais ouvem o som do cantor do Mato Grosso do Sul: com mais de 345 mil ouvintes mensais, Curitiba perde somente para São Paulo e Rio de Janeiro (primeiro e segundo lugares, respectivamente).

Pelo sucesso que foi sua passagem por aqui, já estão a venda os ingressos para um repeteco de VIVA na capital paranaense. Dessa vez, Luan Santana traz seu show, que inclui até uma passarela que sobe e desce (conforme a possibilidade da estrutura da cidade), ao Teatro Guaíra. O show, marcado para o dia 21 de março, tem ingressos a partir de R$ 110 e a venda é pelo Disk-Ingressos.

Comentários

© 2020 Qualé